Ao dar entrada na internação no HGU, são exigidos quatro documentos imprescindíveis para encaminhamento do paciente ao centro cirúrgico. O objetivo desses documentos é comprovar que o paciente está ciente e concorda com o procedimento cirúrgico a ser realizado, cumprindo as normas internas que contemplam a política institucional de segurança do paciente.

 

GUIA DE INTERNAÇÃO

A Guia de Internação é um documento padrão instituído pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e obrigatório às operadoras de saúde. Deve estar preenchida de forma completa e correta pelo médico e deve estar liberada previamente.

 

TERMO DE CONSENTIMENTO CIRÚRGICO (TCLE)

O Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE) deve estar preenchido e assinado tanto pelo médico quanto pelo paciente ou responsável. O paciente deve solicitar esse documento ao médico e entrega-lo no check-in da internação.

 

TERMO DE LATERALIDADE CIRÚRGICA

A demarcação de lateralidade é uma prática internacional adotada para cirurgias ou outros procedimentos invasivos que serão realizados em um órgão/membro que existem nos dois lados do corpo (ex.: braço direito/esquerdo, rim direito/esquerdo).

O paciente ou responsável deve estar presente no preenchimento do termo, que deve estar assinado pelo médico.

 

TERMO DE CONSENTIMENTO DE ANESTESIA

O documento assegura que o paciente autoriza a realização de anestesia ou sedação e que foi informado a respeito de qual anestesia/sedação será submetido, benefícios, riscos, complicações possíveis.

O termo deve estar assinado pelo médico e pelo paciente. Recomenda-se que o paciente agende uma consulta prévia com o especialista para entender o processo de anestesia/sedação e esclarecer todas as dúvidas.